MST invade subestação da Chesf na Bahia

Cerca de 400 trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra ocuparam hoje a Subestação 3 do complexo da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), na divisa entre os Estados da Bahia e Alagoas. De acordo com o site iBahia, os sem-terra pedem agilidade na construção do Canal do Sertão, que vai levar água do Rio São Francisco para os projetos de irrigação que envolvem os municípios de Delmiro Golveia e Arapiraca, em Alagoas. Eles reivindicam também a transferência do suprimento de energia elétrica do Projeto Canafístola, que fica em Delmiro Golveia, da companhia de eletricidade de Pernambuco, para a companhia de eletricidade de Alagoas, além da desapropriação das fazendas Xingozinho, que pertence à Chesf, e Alagoinhas, para fins de reforma agrária. Interdição de rodoviaIntegrantes do MST também interditaram hoje a rodovia Ilhéus-Itabuna, BR-415, na Bahia. O trecho de Ubatã, que fica depois do município de Ubaitaba, a 61 quilômetros de Itabuna, no sul do Estado, também ficou parado. De acordo com as primeiras informações, a pista foi fechada por cerca de 200 manifestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.