MST invade sede da Chesf em Alagoas

Cerca de 2 mil trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram na manhã desta segunda-feira, 26, a sede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), no município de Delmiro Gouveia, no sertão alagoano, a 250 quilômetros de Maceió. Equipes do Gerenciamento de Crises da Polícia Militar tentaram um acordo com lideranças do MST para a desocupação, mas aos sem-terra estavam irredutíveis. Segundo a coordenação do MST em Alagoas, os sem-terra reivindicam desapropriação das fazendas para a reforma agrária, agilidade nas obras da construção do Canal do Sertão e cestas básicas.Os sem-terra exigem também a libertação de José Santino, um dos líderes do movimento, que está preso na cadeia pública da cidade de Atalaia, desde a semana passada. Ele é acusado de agredir o fazendeiro indiciado pela morte do agricultor Joelso Melquíades, em Atalaia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.