MST invade fazenda no RS para pressionar governo

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiu, na madrugada desta segunda-feira, a fazenda Palermo, em São Borja, a 583 quilômetros da capital gaúcha. Segundo o MST, cerca de cem pessoas participaram da ação. Esta é a terceira vez que a propriedade é invadida pelo MST neste ano. Em nota, o movimento diz que o objetivo é pressionar o governo do Estado a liberar R$ 2,4 milhões para a compra da fazenda, onde devem ser assentadas 60 famílias.O MST também promove nesta segunda uma marcha entre os municípios de Arroio dos Ratos e Eldorado do Sul. De acordo com a assessoria de imprensa do movimento, cerca de 350 trabalhadores rurais participarão da passeata, que terminará na Fazenda Dragão, ocupada pelo MST em junho de 2005, para reivindicar a liberação da área e denunciar o atraso na reforma agrária no Rio Grande do Sul.Com Agência Brasil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.