MST invade fazenda no Mato Grosso

Em represália à suspensão das negociações com o governo federal, o MST comandou hoje a ocupação da Fazenda Nossa Senhora Aparecida, em Campo Verde, a 150 quilômetros de Cuiabá. Na última quinta-feira, o Ministério do Desenvolvimento Agrário suspendeu as negociações porque o MST ocupou o prédio do Incra em Cuiabá, mantendo 25 servidores em cárcere privado por três horas. As cerca de 220 famílias que participaram da ação de hoje ocuparam uma área que 3,5 mil hectares, que supostamente pertence a Daniel Prati, irmão do prefeito de Campo Verde, Onésimo Prati (PFL). A fazenda emprega oito funcionários nas lavouras de soja e algodão. Os sem-terra alegam que a fazenda é grilada. Segundo Genadir Vieira dos Santos, um dos coordenadores estaduais do MST, as terras pertencem à União.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.