MST invade fazenda em Minas e pede pressa ao governo

Cerca de 400 famílias de trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram uma fazenda em Pará de Minas, a 86 quilômetros de Belo Horizonte, na região central do Estado. De acordo com a coordenação do MST, asfamílias ocuparam a Fazenda Limeira, de 340 hectares, por volta das 4h30. A Polícia Militar de Pará de Minas compareceu ao local, na zonarural do município, aproximadamente uma hora depois.Segundo a PM, os sem-terra interditaram a entrada principal da propriedade com ?equipamentos agrícolas?. A entrada foi liberada mais tarde, depois que os invasores montaram acampamento na fazenda. Não foi registrado nenhum incidente. ?O motivo desta ocupação é para que o governo acelere a reforma agrária no Estado?, diz um comunicado distribuído pelo MST, que classifica a propriedade invadida como um ?latifúndio improdutivo?.De acordo com o boletim de ocorrência da PM, a fazenda possui ?300 cabeças de gado, quatro cavalos, um trator e implementos agrícolas eagropecuários, de onde são retirados por dia 600 litros de leite?. A propriedade ainda produz milho e feijão e possui seis funcionários,sendo dois fixos. O dono da Fazenda Limeira não foi identificado. Pelos cálculos do MST, existem cerca de 3,5 mil famílias acampadas em Minas à espera de assentamento. O dado não leva em conta a regiãonoroeste, cuja a coordenação está a cargo do MST do Distrito Federal e Entorno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.