MST invade e hasteia bandeira em sede do Incra no Ceará

Cerca de 600 agricultores ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) estão acampados desde a madrugada desta quarta-feira em frente à sede do Instituto Nacional de Colonizacão e Reforma Agrária (Incra), em Fortaleza. Francisco Antônio Pereira, da direção estadual do MST, disse que os manifestantes ficarão por tempo indetermindo. Eles querem a desapropriacão imediata de todos os acampamentos do Ceará e que o governo federal cumpra a meta de assentar 2.000 famílias até o final do ano. Uma bandeira do MST foi hasteada ao lado da bandeira brasileira. "Nestes sete meses apenas 40 famílias foram assentadas. Não sei se perdemos a esperança ou é a nossa paciência que está no fim. Só sei que não dá é mais para esperar", disse Pereira. Famílias inteiras vindas de 22 acampamentos cearenses mudaram-se para o canteiro central da avenida José Bastos, onde fica a sede do Incra. Uma pista da via foi interrompida.Duas faixas de apoio foram fixadas no prédio. Em uma delas lê-se: "Na defesa da Reforma Agrária e do Incra" e é assinada por servidores do Incra, pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.