MST invade duas fazendas em Eldorado dos Carajás

Cerca de 1.500 sem-terra ligados ao MST invadiram e ocuparam a Fazenda Peruana, de 12 mil hectares, pertencente ao pecuarista Délio Mutran, em Eldorado dos Carajás, no sul do Pará. A fazenda fica a apenas 14 km da Curva do S, local onde há oito anos 19 lavradores foram mortos durante confronto com 150 policiais militares.Os invasores participavam de um culto ecumênico na Curva do S, juntamente com outras duas mil pessoas, quando a direção do MST deu a ordem para que a fazenda fosse invadida. Empregados e seguranças do fazendeiro tiveram de fugir pelo mato para evitar confronto com os sem-terra. Mutran acionou seus advogados para ingressar com liminar de reintegração de posse na Vara Agrária de Marabá.Outra fazenda invadida pelo MST foi a Denpasa, a 45 km de Belém. Cerca de 500 agricultores dos mais de dois mil que se dirigiam para a capital, onde à tarde realizariam manifestações pelas ruas da cidade, resolveram desviar o caminho, entraram num ramal da rodovia BR-316, derrubaram o portão da fazenda e montaram seus barracos de lona no local.A direção da empresa Dendê do Pará (Denpasa) condenou a invasão, afirmando que a área é produtiva. O MST informou que decidiu ocupar a área porque a fazenda estaria abandonada havia dois meses.Em Tucuruí e Conceição do Araguaia, no sul do Pará, as sedes do Incra estão ocupadas por mais de mil agricultores. Eles exigem a desapropriação de fazendas da região, assentamento e cestas básicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.