MST invade agência do Banco do Brasil em Ilha Solteira

Coordenados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), cerca de 200 trabalhadores rurais de assentamentos de reforma agrária ocuparam nesta terça-feira, 14, a agência do Banco do Brasil em Ilha Solteira (SP), no extremo noroeste do Estado, na divisa com Mato Grosso do Sul.Os assentados chegaram por volta das 10 horas da manhã e às 11 horas estavam dentro da agência com bandeiras, faixas, cartazes e cantando músicas do MST. Apesar da confusão, correntistas foram atendidos. A ocupação foi encerrada às 16 horas, depois que uma comissão dos assentados não conseguiu entrar em acordo com a direção regional do BB, que se negou a enviar para o governo federal a pauta de reivindicações.Os manifestantes protestavam contra a demora do governo federal em liberar os créditos de apoio para produção agrícola a mil famílias de seis novos assentamentos da região. Eles argumentam que sem os recursos, não podem ter acesso ao segundo repasse de verbas de fomento, no valor de R$ 2,4 mil para cada família, prometido pelo presidente Luiz Inácio da Silva na ocasião da Marcha Nacional dos Sem Terra a Brasília, em maio de 2005.O primeiro repasse foi liberado ainda ano passado, mas os assentados correm risco de perder o segundo repasse, destinado à estruturação dos lotes e início das atividades de produção. Isso porque dia 20 termina o prazo para solicitar financiamento do Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf)."Quem optar pelo Pronaf, perde o direito aos recursos de fomento. E a maioria dos assentados necessita dos recursos do Pronaf para iniciar a produção agrícola", explica Lourival Plácido de Paula, da direção estadual do MST. Segundo ele, a grande maioria dos assentados opta pelo financiamento do Pronaf, destinado a investimento e produção no lote no valor de R$ 16 mil para cada família.Insatisfeitos, Paula diz que os assentados devem promover outros protestos em locais públicos, não disse onde, mas possivelmente em agências do BB em outras cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.