MST interdita rodovias na Bahia

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) interditaram algumas das principais rodovias da Bahia, na manhã desta terça-feira. Eles cobram do governo federal mais agilidade na reforma agrária no Brasil e melhorias nos assentamentos. Além disso, lembram os 16 anos do episódio conhecido como massacre de Eldorado dos Carajás - em 17 de abril de 1996, 21 sem-terra foram assassinados em um conflito na cidade paraense.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

17 de abril de 2012 | 14h39

Pequenos grupos de manifestantes paralisaram o tráfego, por até duas horas, nas BRs 101 e 116, no sul do Estado, na BR-242, no extremo oeste, na BR-110, no norte, e nas BR-116 no centro baiano. Além disso, os manifestantes fizeram uma travessia a pé pela ponte que liga Juazeiro, no norte da Bahia, a Petrolina, no sul de Pernambuco, travando a passagem de veículos por uma hora.

Ainda como parte das manifestações nacionais que integram o chamado Abril Vermelho, desde ontem, cerca de 3 mil integrantes de quatro associações de sem-terra estão acampados na frente da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Tudo o que sabemos sobre:
terraBahiamanifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.