MST interdita rodovia no Pará

Quinhentos integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) interditam a rodovia PA-150, em Marabá, no Pará, num protesto contra três integrantes do movimento. A rodovia é uma das mais importantes do País para o transportes de cargas. O trecho interditado é o mesmo onde aconteceu, há cinco anos, o massacre de Eldorado dos Carajas.A Polícia Militar convocou uma reunião com o Ministério Público, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Defensoria Pública e os movimentos sociais para negociar a saída dos integrantes do MST da rodovia interditada desde ontem. Os sem-terra querem a libertação de três integrantes do movimento que foram presos por liderarem invasões de fazendas na região. A polícia quer que os manifestantes saiam pacificamente, mas se não houver acordo a tropa de choque e o Comando de Operações Especiais da PM, que chegaram em Marabá de madrugada, vão se deslocar para a rodovia.Segundo informações divulgadas pela emissora de TV Globonews, dezenas de caminhoneiros que transportam alimentos e madeira estão parados na rodovia. Os sem-terra usam pedaços de madeira e arames para impedir a passagem de veículos. A secretaria de Defesa Social diz que só vai autorizar o desbloqueio da estrada quando todas as negociações forem esgotadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.