MST interdita ferrovia no Pará

Cerca de 2 mil famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) interditaram a ferrovia que liga o Pará ao Maranhão, perto de Marabá, a 700 quilômetros de Belém. A ferrovia, de uso exclusivo da Companhia Vale do Rio Doce, serve para o transporte de minério das jazidas de Carajás. Os manifestantes pediam reforma agrária e dinheiro para os assentamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.