MST entrega pistola que sumiu durante conflito com a PM

A polícia afirma que a arma foi roubada durante choque no encerramento da marcha do 2º Fórum Social Brasileiro. Um militante diz que encontrou no chão e a recolheuO Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) entregaram a uma comissão de deputados e representantes de entidades de Direitos Humanos, a pistola .40 que o capitão da PM, Dimerson Mendes disse ter sido roubada durante conflito entre PM e sem-terra no encerramento da marcha do 2º Fórum Social Brasileiro, na noite de quinta feira. Eles fizeram uma solenidade com distribuição de rosas brancas e soltaram pombos para mostrar que são contra a violência e uso de armas e, que não tiveram nada a ver com o tiroteio que ocorreu na quinta feira à noite. As entidades de direitos humanos receberam a arma e encaminham para o comando da Policia Militar para fazer a entrega oficial da pistola ao delegado especial que investiga o caso. O MST afirma ter recebido a arma de um militante de um movimento operário que a encontrou no chão e a recolheu. Segundo Jaime Amorim, coordenador nacional do MST em Pernambuco, o rapaz que não foi identificado, sentiu-se mais seguro de entregar a arma ao MST, do que à polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.