MST e MPA têm até o meio-dia para liberar prédio da Receita

A juíza Luciane Amaral Corrêa, da 8ª Vara Federal, determinou que os 800 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) que acamparam no pátio do prédio do Ministério da Fazenda, em Porto Alegre, saiam do local até o meio dia desta quinta-feira.A decisão foi tomada após reunião com representantes dos movimentos, da Advocacia-Geral da União e do Ministério Público Federal. A juíza se comprometeu a encaminhar aos ministérios das Fazenda e do Desenvolvimento Agrário as reivindicações dos sem-terra e pequenos agricultores.Os manifestantes, que chegaram ao local na madrugada de terça-feira, decidiriam esta noite se a ordem seria cumprida. Em outras frentes do mesmo protesto, as agências do Banco do Brasil de cinco cidades do interior, o MST e o MPA submeteram-se às ordens judiciais e, apesar de permanecerem perto dos prédios, não impediram a entrada de funcionários e de clientes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.