MST e governo discutem a reforma agrária

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) colocou em dúvida a afirmação do governo de que o programa de reforma agrária já assentou 29 mil famílias neste ano. Pelos cálculos do MST, o total não passa de 8 mil famílias assentadas. Nesta segunda-feira à noite, na primeira reunião com o governo após o chamado "abril vermelho" (seqüência de invasões de terras no mês passado), representantes do movimento disseram que a tática de ocupações de propriedades prosseguirá enquanto o governo não avançar na reforma agrária.Participaram do encontro, pelo governo, os ministros José Dirceu (Casa Civil), Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário), e LuísDulci (Secretaria Geral da Presidência da República). Rossetto reafirmou que o governo cumprirá a meta de assentar 115 milfamílias este ano, e o MST lhe pediu providências para facilitar o acesso ao crédito bancário destinado à próxima safra, cujaliberação estaria sendo dificultada pelos bancos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.