MST desocupa fazenda no Rio Grande do Sul

Os 200 sem-terra que invadiram a Fazenda Coqueiros na quarta-feira deixaram a área nesta quinta. O grupo decidiu sair quando estava cercado por um pelotão de 80 soldados da Brigada Militar enviado à propriedade rural para fazer valer uma medida preventiva da Justiça que autoriza a desocupação sem a necessidade do pedido de reintegração de posse. Foi a sétima vez desde abril de 2004 que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) entrou e montou barracas na fazenda de sete mil hectares, localizada em Coqueiros do Sul, no noroeste do Rio Grande do Sul. Os sem-terra voltaram para um acampamento que mantêm numa área arrendada vizinha à Fazenda Coqueiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.