MST desocupa fazenda invadida no Pontal

Depois de 13 dias de ocupação, os 700 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que haviam invadido a fazenda São Domingos, em Sandovalina, no Ponta do Paranapanema, deixaram hoje as terras.Os barracos foram transferidas para lotes cedidos temporariamente por agricultores nos assentamentos Bom Pastor, na mesma cidade, e Che Guevara, em Mirante do Paranapanema. Não houve incidentes. Segundo o coordenador estadual do MST, Valmir Rodrigues Chavez, o movimento sempre cumpriu as decisões da Justiça, mas não descartou novas ações. Essa foi a 13a. invasão na São Domingos desde que o MST passou a atuar na região, no início da década de 90. Os 5 mil hectares foram declarados devolutos em decisão de primeira instância, mas houve recurso e a decisão final ainda não saiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.