MST desocupa fazenda em São Borja-RS

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) desocupou a Fazenda Palermo, em São Borja (RS), na manhã de hoje. Cumprindo acordo que havia firmado no dia anterior com o secretário de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo, Ivar Pavan, o grupo de 250 invasores deixou o local e vai esperar quatro dias por novas informações sobre a desapropriação da área de 1,2 mil hectares, iniciada em 2001 e contestada na Justiça pelo proprietário.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

23 de março de 2011 | 15h54

O governo do Estado, que assumiu em janeiro, pediu prazo para tomar conhecimento da situação atual do processo e deve levar uma resposta ao MST nos próximos dias. Os sem-terra caminharam seis quilômetros e montaram acampamento num sítio próximo à fazenda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.