MST desobedece a Justiça e mantém bloqueio em estrada

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) não acataram a ordem da Justiça para retirar a barricada que bloqueia a estrada de acesso da Fazenda Santa Fé, em Buri, no sudoeste de São Paulo. A propriedade, com cerca de 2 mil hectares, foi invadida por 150 sem-terra no último dia primeiro. Os invasores montaram os barracos ao lado da casa-sede e ergueram uma barricada de madeira na estrada existente no interior da fazenda. De acordo com o sobrinho do proprietário, Peter Levasier, o bloqueio impede a passagem de moradores e empregados e prejudica o manejo do gado de corte, além de atividades agrícolas.Caminhões, máquinas e tratores foram impedidos de entrar na fazenda. Levasier entrou com pedido de reintegração de posse no Fórum de Itapeva. Além do desbloqueio do acesso, a justiça determinou também a desocupação da área. A ordem judicial impede os sem-terra de permanecerem acampados nas imediações da Santa Fé. A coordenação regional sudoeste do MST informou que os sem-terra decidiram permanecer na fazenda. Eles reivindicam a desapropriação pelo Incra de quatro fazendas já vistoriadas pelo Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) na região. O comando regional da Polícia Militar prepara a operação de despejo, que deve ocorrer esta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.