MST da Base invade quarta fazenda em São Paulo

Dissidentes do MST promovem invasões pelo Estado para reivindicar retomada da reforma agrária no oeste paulista

José Maria Tomazela, de O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2012 | 19h42

SOROCABA - MST da Base, principal dissidência do Movimento dos Sem-Terra (MST) em São Paulo, invadiu na madrugada de desta sexta-feira, 13, a fazenda Granja Experimental, em Parapuã, oeste paulista. A quarta invasão em uma semana dá sequência ao chamado 'janeiro quente' promovido pelo grupo.

 

Uma das áreas, a fazenda Rio Feio, em Bento de Abreu, foi desocupada na quinta-feira, 12, depois que a Justiça concedeu liminar de reintegração de posse em favor do proprietário. As fazendas Bandeirantes, em Pauliceia, e Nossa Senhora de Lourdes, em Junqueirópolis, continuavam tomadas pelos sem-terra. Além do MST da Base, grupos ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT), Liga Sindical Operária e Camponesa, Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast) e Movimento dos Trabalhadores em Luta pela Terra (MTLT) participam das ações.

 

Em nota, os movimentos informaram que oito mil acampados foram mobilizados para ocupar "pacificamente" trinta propriedades rurais nas regiões do Pontal do Paranapanema, Alta Paulista e Araçatuba até o final do mês. Os grupos reivindicam a retomada da reforma agrária na região. Também pedem a libertação dos José Rainha Júnior, Claudemir Novaes e Antonio Carlos Silva, presos desde junho de 2011, acusados de desviar recursos da reforma agrária.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.