MST cerca prefeitura de Nova Santa Rita

O movimento protesta para exigir melhorias nos acessos rodoviários aos seus lotes de terra

Elder Ogliari, do Estadão

06 Setembro 2007 | 18h29

Cerca 150 assentados ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) cercaram a prefeitura de Nova Santa Rita, na região metropolitana de Porto Alegre, ao amanhecer desta quinta-feira, 6, para exigir melhorias nos acessos rodoviários aos seus lotes de terra e obras de saneamento para as comunidades rurais.  Um grupo com 30 agricultores entrou no prédio e lotou a sala da secretaria de governo ameaçando permanecer no local se não fosse recebido pelo chefe do Executivo. O prefeito Amilton da Silva Amorim (PTB) aceitou receber uma comissão de 15 assentados.  A reunião durou cerca de uma hora e meia. Mediante a promessa de que nos próximos dias serão feitos o nivelamento das estradas e estudos para obras de infra-estrutura, os assentados encerraram a manifestação às 10h30min e voltaram para suas casas, no interior do município.

Mais conteúdo sobre:
MST

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.