MST bloqueia estradas do RS para pedir cestas básicas

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) promoveram na manhã desta segunda-feira, 9, protestos simultâneos nos municípios de Tupanciretã, Bossoroca, Porto Alegre e Região de Fronteira, no Rio Grande do Sul. Nos dois primeiros, os manifestantes bloquearam as rodovias estaduais RS-392 e RS-168. A organização quer que o governo do Estado regularize a distribuição de cestas básicas, que, segundo os manifestantes, ainda não teriam sido entregues neste mês pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A coordenadora do MST no Rio Grande do Sul, Silvia Reis Marques, afirmou que as famílias só deixarão os lugares quando tiverem suas reivindicações atendidas. Segundo Silvia, as famílias vem tendo dificuldades com o repasse de cestas básicas desde maio, quando o benefício teria vindo incompleto, fato que teria se repetido em junho. Neste mês nada teria sido repassado ainda. Os manifestantes também pretendem que o governo estadual forneça mais rolos de lonas para as famílias acampadas e prossigam no processo de assentamento dessas famílias. Existem no Estado 2,5 mil famílias acampadas à espera de processos de desapropriação de terras e futuros assentamentos. (Com Agência Brasil)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.