MST bloqueia BR-101 para pressionar reforma agrária

Cerca de 200 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) bloquearam na manhã desta quinta-feira a BR-101, na altura do município de Palmares, na Zona da Mata, em protesto contra a lentidão do processo de assentamento da Usina Catende. Os sem-terra queimaram pneus e galhos para impedir o trânsito na rodovia. No final da quarta-feira, o movimento reocupou o Engenho Cavaco, no município de Xexéu. É a terceira vez que os sem-terra ocupam esta mesma área, cujo processo de desapropriação não está em andamento porque há um recurso do proprietário na justiça. De acordo com o MST, a justiça brasileira é inimiga da reforma agrária. Neste mês, chamado de ´abril vermelho´, o movimento realizou 14 ocupações, além desta reocupação.

Agencia Estado,

19 Abril 2007 | 11h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.