MPs: PT exigirá postura do PFL e do PSDB

Na estratégia de aumentar a fenda aberta na base governista, o PT deve cobrar dos líderes do PFL e do PSDB o compromisso de não obstruírem a votação da proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias. Com isso, o comando oficial da obstrução deve ficar a cargo do PMDB, que contará com a ajuda do PDT, já que o líder deste partido, Miro Teixeira (RJ), só aceita votar a proposta de emenda constitucional (PEC) por acordo. "Não podemos correr o risco de sermos surpreendidos com a revogação do artigo 246", justifica Miro, referindo-se ao artigo da Constituição que proíbe a edição de MPs para regulamentar assunto que foi objeto de emenda constitucional promulgada a partir de 1995. O governo só aceita a restrição da edição de medidas provisórias se esse dispositivo for revogado. O curioso é que o governo está se mobilizando para evitar a votação justamente por medo de que o artigo 246 seja mantido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.