MPs: governistas tentam evitar votação

Quatro dos cinco partidos que integram a base governista se declararam em obstrução à votação do requerimento que pede a retirada de pauta do projeto que amplia o cronograma de redistribuição dos recursos do fundo de participação dos Estados e municípios. Se esse projeto cair da pauta, a Proposta de Emenda Constitucioonal que restringe a emissão de medidas provisórias terá preferência para ser votada. Apenas o líder do PFL, Inocêncio Oliveira, foi favorável à retirada de pauta do projeto. O líder do PSDB e candidato do partido à presidência da Câmara, Aécio Neves (MG), que assumiu, diante da bancada do PT o compromisso de votar a limitação das MPs, foi preservado no encaminhamento da obstrução de sua bancada. Quem declarou a obstrução pelo PSDB foi o vice-líder, Silvio Torres (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.