MPF rejeita redução de inelegibilidade de Demóstenes

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de Goiás (PRE) anunciou nesta quarta-feira, em nota oficial, ter rejeitado o pedido de redução de inelegibilidade, de 2027 para 2023, requerida pelo ex-senador Demóstenes Torres, cassado no ano passado.

RUBENS SANTOS, Agência Estado

09 de janeiro de 2013 | 20h08

Pela decisão, Demóstenes Torres está inelegível até 31 de janeiro de 2027.

Tudo o que sabemos sobre:
MPFDemóstenes Torres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.