MPF propõe ações de improbidade contra acusados do mensalão

O Ministério Público Federal doDistrito Federal propôs nesta segunda-feira cinco ações deimprobidade administrativa contra 37 acusados de envolvimentono esquema de compra de apoio político e financiamentoirregular de campanhas, em escândalo conhecido como"mensalão". Entre os réus encontram-se o ex-ministro da Casa Civil JoséDirceu (PT), o ex-presidente do PT José Genoino, o deputadoValdemar Costa Neto (PR-SP, ex-PL) e ex-parlamentares comoRoberto Jefferson (PTB), José Janene Luiz Carlos da Silva, oProfessor Luizinho (PT), além do publicitário Marcos Valério. Os cinco partidos envolvidos são: PP, PL, PTB, PMDB e PT. "O MPF pede o ressarcimento integral dos danos causados aoscofres públicos, bem como a condenação dos envolvidos à perdada função pública, suspensão dos direitos políticos por até dezanos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com opoder público", segundo nota no site do Ministério Público. O esquema funcionava através de desvio de recursospúblicos, concessão de benefícios em troca de vantagens ecompra e venda de votos de parlamentares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.