MPF é contra liberdade para cunhado do governador do ES

O Ministério Público Federal emitiu parecer contrário ao relaxamento da prisão de Gentil Ruy, cunhado do governador do Espírito Santo, José Ignácio Ferreira (PTN), e ex-secretário de Governo. O pedido de habeas-corpus foi analisado pelo subprocurador-geral da República, Wagner Gonçalves, que sugeriu negar a liberdade para Gentil. O ex-secretário está preso desde o dia 31 de julho, acusado de peculato, falsificação de documento público, falsidade ideológica e formação de quadrilha. Ele teria feito transferências irregulares - que totalizaram cerca de R$ 8 milhões - de contas de órgãos estaduais para a Coopetfes, uma cooperativa ligada a amigos do cunhado do governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.