MPF denuncia doleiro por manter conta não declarada nos EUA

Doleiro prestava serviços para a Paulo Maluf e Flávio Maluf, segundo o MPF

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

18 de março de 2009 | 11h01

O Ministério Público Federal denunciou o doleiro Vivaldo Alves por manter conta não declarada nos Estados Unidos, no período de 1999 a 2002, período em que o acusado transferiu o valor de US$ 4.209.375,65 para uma conta no Safra National Bank of New York.

 

Veja também:

Justiça de NY indicia Maluf por remessa ilegal de dinheiro

MP denuncia Maluf e família por lavagem de dinheiro

STF decide que família de Maluf não terá foro privilegiado

 

Conhecido como "Birigui", o doleiro prestava serviços para a Paulo Maluf e Flávio Maluf, segundo o MPF. Em 2005, gravações, autorizadas pela Justiça Federal, mostraram que Paulo e Flávio planejavam coagir o doleiro para que ele não falasse nada no processo contra ambos. A coação, ocorrida no curso de processo envolvendo os Maluf, levou a Justiça Federal a decretar a prisão dos dois a pedido do MPF.

 

De acordo com o MPF, a denúncia do doleiro por evasão de divisas é resultado de documentos apreendidos durante a operação "Farol da Colina", da Polícia Federal, em 2004.

 

Após a operação, documentos apreendidos mostraram que Vivaldo Alves, sua esposa e filha eram titulares de uma conta intitulada "Ugly River", no banco Safra National Bank of New York. Documentos enviados pelo EUA atestaram que a conta apresentava constante movimentação financeira.

 

Em depoimento, a esposa do doleiro declarou que a conta "Ugly River" era administrada exclusivamente pelo marido. Após a investigação, o MPF não denunciou a esposa, nem a filha de Birigui, pois a apuração policial concluiu que elas jamais administraram a conta.

 

Para a procuradora Adriana Scordamaglia, autora da denúncia, manter contas no exterior é lícito, desde que declaradas ao imposto de renda. Examinando as declarações do acusado dos anos 2000 até 2003, constatou-se que não existe nenhuma referência a essa conta.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulo Malufdoleiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.