MPE pede multa contra Goldman por propaganda antecipada

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou na tarde de hoje com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo aplicação de multa ao governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), por propaganda eleitoral antecipada. O tucano é acusado pela Procuradoria Eleitoral de citar o nome do candidato do PSDB à sucessão presidencial, José Serra, em discursos feitos entre os meses de abril e junho, período anterior ao início oficial da campanha (6 de julho). O MPE pede a punição máxima de R$ 25 mil, de acordo com a Lei Eleitoral n.º 9.504/97.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

10 de setembro de 2010 | 17h00

Na representação, a Procuradoria reproduziu trecho de discurso de Goldman que configuraria propaganda antecipada. "Tenho a responsabilidade de continuar o trabalho do mais preparado e eficiente homem público que já conheci: José Serra. Eu hoje substituo José Serra, que é um provável candidato à Presidência", transcreveu o MPE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.