MPE pede cassação do mandato de deputado federal tucano

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão pediu nesta quarta-feira a cassação do mandato do deputado federal Pinto da Itamaraty (PSDB) por abuso de poder econômico. Em campanha, o deputado promoveu festas, o que estava proibido pela legislação eleitoral. Segundo informou o site do Ministério Público Federal, Pinto realizou festas em diversos municípios do interior do Estado com a participação da "Radiola Itamaraty", de propriedade do candidato, visando promover tanto a sua candidatura, quanto a do deputado estadual reeleito Carlos Alberto Franco de Almeida (PSDB). O MP informou que uma ação de investigação judicial eleitoral comprovou a realização dos eventos, em um dos quais o próprio candidato esteve presente. "As festas eram promovidas a preços simbólicos - quando não gratuitos - em localidades de diversos municípios, sempre com maciça propaganda eleitoral visual, mediante a afixação de cartazes e, sobretudo, com a veiculação do jingle da campanha de Pinto da Itamaraty que, em ritmo de reggae, despertava a simpatia do público", alegou o procurador regional eleitoral Juracy Guimarães Júnior, autor da ação de impugnação.Ele acrescentou que a divulgação dos eventos com a radiola era feita por meio do mesmo carro de som que veiculava propaganda eleitoral do candidato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.