MPE pede cassação do diploma do ministro dos Transportes

No processo, Alfredo Nascimento é acusado de compra de votos e de abuso do poder econômico

da Redação

15 de março de 2008 | 16h36

O Ministério Público Eleitoral no Amazonas (MPE-AM) recorreu contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) que absolveu o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, no processo em que é acusado de compra de votos e de abuso do poder econômico durante sua campanha para o Senado Federal, em 2006.   De acordo com denúncia, membros integrantes do comitê do ministro teriam distribuído 36 requisições de cinco litros de gasolina cada uma, além de 334 "santinhos" a particulares, taxistas e mototaxistas que participaram de "carreata" em prol de sua campanha, no município de Manacapuru (a 84km de Manaus).   Em depoimento, testemunhas afirmaram em que mais de 300 pessoas abasteceram seus veículos no Posto Pinheirinho.   O TRE-AM baseou sua decisão pela suposta inexistência de prova da participação direta ou indireta do ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
Ministro dos Transportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.