MP quer devassa nas contas de Amazonino

O Ministério Público Federal (MPF) quer promover uma devassa nas contas do governador do Amazonas, Amazonino Armando Mendes (PFL), sob acusação de evasão de divisas, enriquecimento ilícito, corrupção ativa e passiva, peculato e improbidade administrativa. Hoje o MPF pediu que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ouça Amazonino em função destas questões.As denúncias contra o governador foram feitas pelo deputado estadual José Mário Frota Moreira, que teria apresentado documentos, como por exemplo de abertura de conta bancária no Maryland National Bank de Luxemburgo, com depósito de US$ 500 mil. Hoje, ao deixar o Supremo Tribunal Federal (STF), Amazonino afirmou que trata-se de "matérias vencidas" e que o deputado amazonense estaria promovendo "uma ação política menor." "Isso é uma pequenez", retrucou Amazonino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.