MP-PR pede que prefeito de Londrina seja afastado

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu ontem que o prefeito de Londrina, Barbosa Neto, seja afastado do cargo por improbidade administrativa. O município havia decretado calamidade pública em função do caos na área da Saúde.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

07 de junho de 2011 | 15h21

De acordo com a denúncia do MP-PR, as verbas municipais estariam sendo repassadas ao Instituto Gálatas. O município, que possui gestão plena, teve que ser auxiliado pelo Governo do Estado que tomou medida emergencial e deverá repassar R$ 200 mil nos mês de junho, julho e agosto para a Santa Casa e Hospital Evangélico.

Tudo o que sabemos sobre:
Londrinacalamidadegovernoprefeitura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.