MP pedirá quebra de sigilo de envolvido na venda de TDA

O procurador-chefe do Ministério Público Federal em Brasília, Luiz Augusto Santos Lima, informou que vai pedirá ainda hoje ao juiz da 12ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal a quebra do sigilo bancário de Vicente Pedrosa, que estaria envolvido na venda irregular de Títulos da Dívida Agrária (TDAs). Com o objetivo de tornar mais ágil a apuração, Lima vai pedir que a quebra se restrinja a duas operações bancárias, que teriam sido feitas por Vera Costa a Vicente Pedrosa na operação com os títulos.Essas operações teriam sido feitas no final de 1988, no valor de 50 milhões e de 700 milhões de cruzeiros. Com a quebra de sigilo dessas operações, Luiz Augusto Lima acredita que será possível identificar se o dinheiro ou parte dele foi ou não depositado em contas do então ministro da Reforma Agrária e atual presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA).A formalização do pedido de quebra de sigilo foi decidida em reunião entre o procurador e o delegado da Polícia Federal, Luiz Fernando Ayres Machado, com o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro. O delegado Ayres Machado, que preside o inquérito que investiga as denúncias da venda de TDAs, disse que deve começar a ouvir os depoimentos dos envolvidos. Na quarta-feira, Vera e seu marido Serafim, que compraram os TDAs, deverão prestar depoimento em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.