MP pede afastamento de vereadora de Matozinhos-MG

O Ministério Público de Minas Gerais propôs hoje o afastamento liminar e compulsório de Alessandra Alves Pinto dos cargos de vereadora e presidente da Câmara Municipal de Matozinhos. Ela foi flagrada comemorando a possibilidade de fazer turismo em Buenos Aires, na Argentina, com dinheiro público.Na última semana, ela participaria do VII Congresso Sul-Americano de Agentes Públicos, que não aconteceu por falta de quórum. Na ação, o MP pediu também o afastamento da assessora Juliana Patrícia Campos do cargo de diretora administrativa da Câmara Municipal. Para os promotores de Justiça, a permanência da vereadora e da diretora nos cargos prejudicará a colheita de provas e o acesso a documentos importantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.