MP para destrancar pauta de votações chega à Câmara

Chegou hoje à tarde à secretaria da mesa da Câmara a medida provisória editada pelo governo revogando duas MPs que estavam trancando a pauta de votações. O vice-líder do governo, deputado Henrique Fontana (PT-RS), explicou que houve uma mudança na estratégia do governo. Pela manhã, em reunião da base aliada, a decisão era de revogar três MPs mas, segundo Fontana, há uma pressão dos setores favorecidos pela Medida Provisória 382, que traz benefícios para as áreas afetadas pela valorização do real frente ao dólar.Foi revogada a medida provisória que estabelecia um regime de tributação diferenciado para os sacoleiros. Também foi revogada a MP que trata de medidas para o desarmamento. Fontana informou que está mantida a medida provisória que destina R$ 6,3 bilhões de créditos extraordinários gastos em ministérios e órgãos do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.