MP não é responsável por absolvição de Duda, diz Gurgel

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, negou nesta terça-feira que o Ministério Público tenha errado na formulação da acusação contra o publicitário Duda Mendonça e sua sócia Zilmar Fernandes. Os dois foram absolvidos na segunda-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) dos crimes de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas.

FELIPE RECONDO, Agência Estado

16 de outubro de 2012 | 13h25

Durante o julgamento, o Ministério Público foi criticado pelos próprios ministros do STF, inclusive pelo relator, ministro Joaquim Barbosa, que chegou a responsabilizar o Ministério Público pela absolvição dos dois réus por causa de falhas na elaboração da denúncia.

Em resposta às críticas, Gurgel disse nesta terça-feira à Agência Estado que não houve erro por parte da acusação e que o STF optou por absolver Duda Mendonça e Zilmar Fernandes. Segundo Gurgel, o "Ministério Público não se considera absolutamente responsável pela absolvição."

Tudo o que sabemos sobre:
MENSALÃOJULGAMENTOGURGEL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.