MP entra com ação contra prefeito e oito vereadores de Guarujá

O Ministério Público (MP) do Estado de São Paulo entrou nesta quarta-feira com uma ação civil pública de responsabilidade por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Guarujá, Farid Said Madi (PDT), oito vereadores, um ex-vereador, um assessor do prefeito e um secretário de governo. As investigações surgiram após veiculação na imprensa de uma fita mostrando, no mês passado, um suposto esquema de propinas entre o prefeito, seus assessores e o então presidente da Câmara dos Vereadores de Guarujá, Gilson Fidalgo Salgado (PMDB).O MP divulgou que vem recebendo, anonimamente, vídeos reafirmando a existência de esquema criminoso e embora a qualidade do som das gravações não seja boa, é possível verificar que os vereadores estão sempre falando sobre a existência do esquema de propinas. Neles é freqüente, também, a menção aos nomes de Ysam Said Madi, assessor e irmão do prefeito Farid, e Antônio Addis Filho, seu secretário de governo. Segundo a promotoria, eles funcionariam como uma espécie de intermediários do prefeito nas negociatas ilícitas com a Câmara.No documento, os promotores Antônio Benedito Ribeiro Pinto Júnior e Juliana de Sousa Andrade pedem ao juiz da 3ª Vara da Comarca de Guarujá que todos os acusados sejam afastados imediatamente de seus cargos públicos, com exceção de José Nilton Lima de Oliveira (PP), cujo mandato já foi cassado. O MP também solicita a quebra do sigilo bancário e fiscal do prefeito, do assessor Ysam Said Madi, do secretário Antônio Addis Filho e do vereador Helder Saraiva de Albuquerque (PP).Os outros vereadores acusados são: Gilson Fidalgo Salgado (PDT), Honorato Tardelli Filho (PFL), Marcos Evandro Ferreira (PSB), Mário Lúcio da Conceição (PSB), Nilson de Oliveira Fontes (PMDB), Sirana Bosonkian (PDT).O crime tem sido chamado na região de "Mensalinho do Guarujá". A prefeitura não se posicionou a respeito da ação porque, de acordo com a sua assessoria de imprensa, ainda não foi notificada oficialmente. A esposa do prefeito de Guarujá, Haifa Madi (PDT), acaba de ingressar oficialmente na política ao ser eleita deputada estadual com 66.981 votos.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2006 | 21h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.