MP entra com ação contra prefeito de Bebedouro-SP

A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social de Bebedouro (SP), do Ministério Público (MP), propôs ação civil pública com pedido de liminar contra o prefeito da cidade, João Batista Bianchini, conhecido como Italiano, quatro servidores da prefeitura, 10 empresários, dois contadores e oito empresas. Todos são acusados de fraudar licitações na área de construção civil.

PEDRO DA ROCHA, Agência Estado

11 de maio de 2011 | 21h03

Segundo a ação, membros do esquema solicitavam a realização da obra, sempre orçada abaixo de R$ 150 mil, para que a licitação pudesse ser feita na modalidade convite, e direcionavam as contratações para as empresas do grupo, que eram as únicas a participar da concorrência.

Essas empresas combinavam o valor das propostas e decidiam quem venceria a licitação, efetuando um rodízio. Os lucros eram divididos entre os empresários e os gestores públicos, e o MP diz haver indícios de direcionamento de 10% do valor das obras para o prefeito. Segundo o MP, vários empresários envolvidos confirmaram a existência do esquema.

Mais conteúdo sobre:
fraudeBebedouroMPprefeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.