MP do Rio investiga compra de 20 mil jogos sobre obras de Eduardo Paes

Prefeitura gastou R$ 1.050.748 para comprar versão de 'Banco Imobiliário' e distribuir nas escolas

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 18h26

RIO - O Ministério Público do Rio instaurou nesta quarta-feira, 27, um inquérito civil para investigar o contrato firmado entre a Prefeitura do Rio e a fabricante de brinquedos Estrela. A empresa lançou uma versão do jogo "Banco Imobiliário" que usa logomarca da prefeitura e faz menção às obras realizadas durante a gestão do prefeito Eduardo Paes (PMDB), como o Parque Olímpico, a Transcarioca e o Museu do Amanhã. A prefeitura gastou R$ 1.050.748 para comprar 20 mil unidades do jogo, registrado como "Banco Imobiliário Cidade Olímpica", e distribuir nas escolas.

A Prefeitura do Rio e a Estrela terão dez dias para prestar esclarecimentos à 8ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Cidadania, responsável pelas investigações. O município deverá informar a natureza do contrato firmado com a Estrela, além de enviar ao Ministério Público a cópia do processo administrativo em que compra os jogos e informar se as despesas foram custeadas com verbas da Educação. A Estrela deve esclarecer qual foi a participação da prefeitura na definição do conteúdo do brinquedo.

Tudo o que sabemos sobre:
MPinvestigaçãoBanco ImobiliárioRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.