MP da soja: Procurador entra com ação no Supremo

O procurador-geral da República, Claudio Fontelles, apresentou há pouco ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a medida provisória que liberou o plantio de soja transgênica nesta safra. O principal argumento de Fontelles é o de que a Constituição exige a realização de estudo de impacto ambiental da soja antes da liberação do plantio. É a terceira ação judicial movida no Supremo contra a MP da soja transgênica. Ontem, parlamentares do PV entregaream ao STF a primeira Adin, e hoje a Contag apresentou outra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.