MP da dívida rural bloqueia pauta do Senado

A medida provisória que trata do alongamento de dívidas rurais bloqueou a pauta do Senado. As votações continuarão suspensas até que os senadores cheguem a um acordo sobre a proposta. A paralisação é automática e ocorre se a MP não for votada após 45 dias de tramitação. O mesmo ocorreu com essa medida na Câmara, na semana passada, mas os deputados terminaram aprovando o projeto de lei de conversão do deputado Confúcio Moura (PMDB-RO). E é esse texto que agora provoca confusão."Como vamos votar uma MP cujas emendas não foram discutidas na comissão mista?", questionou o senador Carlos Patrocínio (PDT-TO). O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Lúcio Alcântara (PSDB-CE), acredita que amanhã os senadores poderão chegar a um acordo. Segundo ele, Câmara e Senado precisam se entender para evitar que as Casas tenham que votar matérias modificadas em cima da hora, sem um entendimento entre os parlamentares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.