MP ameaça paralisar Câmara

O impasse sobre a MP 446 poderá paralisar as votações na Câmara logo no primeiro dia de trabalho após o recesso parlamentar. O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), criou um problema para as votações na Câmara quando anunciou a devolução da MP ao Executivo no ano passado.A medida continua valendo e passará a trancar a pauta do plenário da Câmara já na quarta-feira. No entanto, ela ainda não foi encaminhada à Casa pelo Senado. Qualquer outra votação e a aprovação de projetos estarão sob o risco de anulação na Justiça se passarem na frente da MP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.