MP-AM apura casos de servidor fantasma na Assembléia

O Ministério Público do Amazonas começou a apurar nesta quarta-feira os casos de supostas contratações de funcionários fantasmas e esquema de nomeação em duplicidade de cargos na Assembléia Legislativa do Estado. Segundo denúncias de um jornal local, há cerca de 2 mil funcionários fantasmas na Casa. O Estado tentou falar com o presidente da Assembléia, Belarmino Lins (PMDB), mas não obteve resposta. Ao mesmo tempo, a Câmara Municipal de Manaus fez um levantamento e detectou que, de seus 410 funcionários administrativos, pelos menos 30% nunca trabalhou nos gabinetes. A assessoria técnica da Câmara está notificando os funcionários e deverá afastá-los.

Agencia Estado,

24 Janeiro 2007 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.