Movimentos socias são responsabilidade da sociedade, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que os movimentos sociais espalhados pelo País são de responsabilidade de toda a sociedade. Isso porque, segundo Lula, foi ela quem os criou. "A preocupação de resolver isso é de toda a sociedade, até porque o problema foi criado por ela", disse o presidente. Numa crítica ao PSDB, presenciada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o presidente afirmou: "Pobre de quem achar que pode fazer transferência de responsabilidade". Em seguida, Lula lembrou do protesto realizado por sem-teto no Palácio do governo paulista na década de 80, quando o tucano Franco Montoro governava o Estado, quando foram derrubados portões do Palácio dos Bandeirantes. Em resposta a seus críticos, Lula disse que a grande pergunta que tem que ser feita atualmente é quanto custou não termos feito as coisas certas no tempo certo. O presidente citou o alto número de crianças que hoje estão na quarta série e que não sabem ler corretamente; outra parte mais de 50% não sabe ainda fazer ainda as quatro operações matemática. A ausência desse tipo de investimento, disse o presidente, acaba acarretando no crescimento de movimentos sociais espalhados hoje pelo País, como por exemplo o dos sem-teto. Lula ressaltou que a obrigação de solucionar o problema "não é de um, dois ou três presidentes; ela é de toda a sociedade", insistiu. Lula que se considera um otimista convicto. "Não diria exagerado, mas sim convicto", disse. O presidente afirmou que está convencido de que se o Brasil der os passos certos e fizer a política certa, o futuro será muito mais promissor do que temos vivido hoje. Lula garantiu que não fugirá de suas responsabilidades ao se referir à necessidade de se fazer investimentos em áreas como a da educação. O presidente reafirmou que espera ser julgado após os quatro anos de seu mandato e que o desafio "mais gostoso" é poder provar para si e para os outros que se pode fazer o que ele achava que outros deveriam ter feito. O presidente e o governador participaram da inauguração do novo Terminal Açucareiro da Copersucar, em Santos, Litoral paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.