Movimento no Cemitério do Paquetá preocupa Santos

A prefeitura de Santos (SP) prepara-se para um grande movimento no fim de semana no Cemitério do Paquetá, onde está o túmulo do ex-governador de São Paulo Mário Covas. "Se houver mesmo muita gente, vamos formar a fila como no primeiro dia, e as pessoas saírão pelos fundos, evitando qualquer tipo de tumulto", informou o administrador de cemitério, Luiz Pallin.Hoje, as visitas foram constantes durante todo o dia e cerca de 800 visitantes foram orar pelo governador ou visitar a sepultura. "Ao contrário dos dias anteriores, mudou o perfil dos visitantes", contou Pallin, revelando que, hoje, o público era formado por idosos e famílias que levavam flores. "Já não eram mais os curiosos", concluiu.Já o prefeito Beto Mansur (PPB) ainda não decidiu como será a construção de uma estátua em homenagem a Covas. Isso começará a ser definido na próxima semana, quando o local será escolhido e poderá haver um concurso para a seleção do escultor. O projeto de lei de Beto Mansur que muda o nome da Avenida dos Portuários para Avenida Governador Mário Covas ainda não foi apreciado pelos vereadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.