Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Mourão tem de pegar o bastão e salvar o Brasil, diz empresário que apresentou Guedes a Bolsonaro

'Não precisávamos de uma crise nova em meio à do coronavírus. Temos de estabilizar o Brasil', afirma Winston Ling após saída de Moro do governo

Mônica Scaramuzzo, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2020 | 15h41

O empresário Winston Ling vê com muita preocupação a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e diz que o País não precisava, neste momento, de uma crise interna. “A situação está brava. A essas alturas, acho que o (vice-presidente Hamilton) Mourão deveria pegar o bastão para salvar o Brasil”, afirmou Ling ao Estado.

Ling foi um dos empresários que deram forte apoio ao governo Jair Bolsonaro e apresentou o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao presidente. “Acho que acabou o sonho conservador.”

Dono de uma indústria petroquímica e fintechs, Ling defendeu a agenda liberal do governo e menor participação do Estado na economia. “Não precisávamos de uma crise nova em meio à do coronavírus. Temos de estabilizar o Brasil.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.