Motorista do TRE-SE continua internado em estado grave

O motorista Jailton Batista Pereira, de 41 anos, ferido durante um atentado contra o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luiz Antonio Araújo Mendonça, no último dia 18 de agosto, permanece internado em estado grave, em Aracaju.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

03 de setembro de 2010 | 13h37

Segundo boletim médico divulgado hoje pelo Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde ocupa leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ele já apresenta evoluções em seu quadro clínico, respondendo a alguns estímulos dos médicos, abrindo os olhos e movimentando levemente os dedos das mãos.

Jailton já não precisa mais ser sedado, respira com ajuda de aparelhos apenas para precaver uma possível parada cardiorrespiratória, e a febre está sob controle, segundo a equipe médica que o acompanha.

Diariamente, Jailton é avaliado por neurocirurgião e pneumologista, além de ser monitorado em período integral por um médico intensivista, enfermeiros, nutricionista, psicólogo e fisioterapeuta. A equipe envolvida no tratamento do paciente está otimista quanto à reabilitação.

O carro onde estava o presidente do TRE e o motorista foi atacado por mais de 30 tiros, disparados por quatro homens encapuzados. A tentativa de homicídio ocorreu por volta das 9 horas da manhã do dia 18, na avenida Beira Mar, em Aracaju, quando Mendonça se dirigia para o Tribunal de Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.