Motoplanador brasileiro está sob custódia no Vietnã

Devido a uma aterrissagem irregular em Nha Trang, no Vietnã, o piloto Gérard Moss está retido, sob custódia, pelas autoridades vietnamitas. Moss está no meio da primeira volta ao mundo num motoplanador, a aeronave de fabricação brasileira Ximango.Já fez travessias perigosas, como a do Estreito de Behring entre Alasca e Sibéria, e ganhou a "companhia" de caças, quando passou pelo espaço aéreo japonês. No domingo, decolou de Macau, na China, rumo a Ho Chi Minh. Percorreu 1.500 quilômetros sobre o Mar da China, em 8 horas.Próximo de Ho Chi Minh as condições meteorológicas pioraram e ele tentou pousar durante duas horas, sem sucesso. Voltou, então, para o sul do Vietnã e pousou na cidade costeira de Nha Trang.Como a aterrissagem estava prevista para Ho Chi Minh e, pelas regras internacionais, o primeiro pouso em cada país deve ser num aeroporto internacional, a aeronave foi retida, sem previsão de liberação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.