Morte de pajé causa protesto em MS

A morte por atropelamento do pajé da etnia guarani-nhandeva Hilário Fernandes, anteontem à noite, aumentou a tensão entre os 20 mil índios da fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Anteontem, 300 indígenas bloquearam a Rodovia MS-384, entre Antônio João e Bela Vista. O pajé andava no acostamento da estrada quando foi atropelado por um carro não identificado. Segundo os índios, o atropelamento foi proposital. Eles acusam fazendeiros da região de persegui-los.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.